Papo Sério: Racismo, Dandara, Zumbi e o Dia Nacional da Consciência Negra!

É tempo de renovação! O blog vem passando por algumas mudanças, novos colaboradores, novas tags, como também, novos pontos de vistas, o que...

É tempo de renovação! O blog vem passando por algumas mudanças, novos colaboradores, novas tags, como também, novos pontos de vistas, o que é extremamente necessário para seu crescimento.
Em uma data muito importante para nós brasileiros, o Dia da Nacional Consciência negra, venho inaugurar uma nova tag, que se chama "Papo Sério", onde pretendo expor meu ponto de vista, sobre alguns assuntos que precisam ser discutidos.
Este era um desejo antigo, pois sempre tive vontade de falar sobre outros assuntos no blog. Mas, confesso que me sentia insegura com a opinião das pessoas, com o que elas poderiam pensar ao meu respeito, ou pelo fato de achar que não tenho tanta facilidade para me expressar. Mas hoje, compreendo que precisamos expor nossas opiniões, independente se existirá posições contrarias. Temos que debater sobre esses assuntos e aprender a escutar o ponto de vista do próximo e absorver as coisas boas.
Percebo que  hoje mais do que nunca, precisamos compartilhar informações válidas, pois infelizmente o que mais vemos são estas sendo compartilhadas sem nenhum critério. E o conhecimento é a melhor saída, pois uma vez absorvido, jamais nos é retirado.
O tema  escolhido para a estreia desta tag é Racismo, pois precisamos discutir sobre algumas questões que estão presentes nos nosso dia a dia e hoje é um bom dia para levantarmos esse assunto. O Dia Nacional da Consciência Negra é "celebrado", no Brasil, no dia 20 de novembro e foi criado em 2003, com o intuito de trazer à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira.
A data foi escolhida em homenagem ao dia da morte de "Zumbi dos Palmares".
Zumbi foi o grande líder do Quilombo dos Palmares, herói da resistência antiescravagista. Algumas pesquisas indicam que nasceu em 1655, sendo descendente de guerreiros angolanos. O Quilombo dos Palmares foi defendido no século XVII durante anos por Zumbi e sua esposa Dandara, contra as expedições militares que traziam os negros fugidos novamente para a escravidão.
A lei que incluiu o dia 20 de novembro no calendário escolar, também tornou obrigatório o ensino sobre História e Cultura Afro-Brasileira nas escolas.  Mas, que na prática não acontece de fato.
Nas escolas, escutamos muito sobre Zumbi dos Palmares, que é o grande ícone da luta contra o racismo por sua resistência contra a escravidão. Mas, encontramos pouquíssimas informações sobre Dandara dos Palmares, uma figura tão importante quanto Zumbi.
Dandara foi esposa de Zumbi e também lutou com armas pela libertação dos negros no Brasil, ela liderava mulheres e homens. E pela marca do machismo, Dandara não é reconhecida ou sequer estudada nas escolas, infelizmente, nem mesmo alguns movimentos negros e feministas mencionam Dandara como deveriam.
Quando há alguma data comemorativa, ou acontece alguma desgraça ou algo muito legal, sempre que abro meu instagram me deparo centenas de publicações sobre o assunto. E hoje ao abrir minha conta na rede social só encontrei umas duas publicações sobre o Dia Nacional da Consciência Negra, e mesmo assim eram de perfis que são voltados para termas sociais. Isto pode ser pelo fato de muitas pessoas ignorarem esta data tão importante, ou por racismo, ou porque prefere não tocar no assunto porque o consideram polêmico.
Precisamos parar de encarar o racismo como um tabu, não podemos achar que em nosso país não há desigualdade. E parar de acreditar que vivemos em harmonia e que hoje todos são tratados com igualdade, pois infelizmente, as coisas não acontecem exatamente assim. Precisamos tocar no tema racismo com naturalidade, pois ele ainda faz parte do nosso dia a dia!
Temos que compartilhar informações e ir em busca de pessoas como Emicida e Os Racionais, que travam lutas diárias contra os racismo. Precisamos construir referências, como também, não podemos deixar que nos apaguem referências como Dandara.
Para aprofundar mais o debate sobre estes assuntos, trouxe duas entrevistas muito marcantes, do cantor Emicida e de Eliane Dias, empresária da banda de rap Os Racionais, para a TV do jornal Carta Capital.



"Durante muito tempo a nossa luta e nosso discurso foi sobre avançar. Avançar. Nesse momento a nossa luta infelizmente se tornou "Não podemos retroceder!"" Emicida

You Might Also Like

2 Comentários

  1. Concerteza Ana! Infelizmente essa data tão importante passa desapercebida aos olhos de muitos. É notório que ainda existem diversas manifestações de racismo presente no dia a dia. E datas como essas nos fazem refletir e recordar histórias de lutas que já foram travadas no Brasil e no mundo contra o racismo ao longo dos tempos. Como foi o caso de Zumbi citado por vc no texto, o famoso apartheid e a grande luta de Nelson Mandela contra o mesmo entre vários outros casos que podemos citar. Enfim essa data é muito importante para nós em âmbitos culturais e reflexivos.

    Vinicius Viveiros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo Vini! Existem vários líderes e movimentos que podemos citar.. Mas vamos seguir discutindo estes assuntos, para conseguirmos levar estas histórias para mais e mais corações para seguirem conosco lutando para o fim do preconceito.


      Adorei a sua visita! Volte sempre!!
      Beijos..

      Excluir